quarta-feira, 26 de agosto de 2009

* Mera contemplação *

verde é o tom da floresta
o som da esperança
verde é a palmeira que plantei
e que me olha atenta
ao embalo da brisa mansa

Úrsula Avner

* imagem retirada de pesquisa feita no Google- desconheço a autoria

2 comentários:

  1. Poema suáve como a brisa mansa.
    Adorei tudo aqui, voltarei!
    Abç

    ResponderExcluir
  2. Que belo hai cai ocidental, Úrsula!

    Beijos!

    ResponderExcluir